Oficial de Justiça TJRS - Artigos e Cursos

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

Sucessão Fraudulenta de Empresas




Fulano tinha uma pequena fábrica de balas com clientes suficientes para manter o negócio e ter uma vida de classe média.

Sabe-se lá por qual motivo, parou de recolher todos os tipos de tributos e encargos, fazendo empréstimos bancários e com terceiros, pelo maior tempo possível, usufruindo do crédito que ainda tinha.

Passado algum tempo, da noite para o dia a empresa fechou e começaram a surgir os processos de execução e trabalhistas, a maioria infrutíferos, pois os bens penhoráveis desapareceram, sendo o Estado seu maior credor até hoje.

Passado pouco tempo, Beltrano, seu filho, que antes não tinha patrimônio algum, formaliza uma empresa em nome de dois parentes sem condições para tanto, inaugura, diz-se dono e gerencia, juntamente com Fulano, uma fábrica de balas e chocolates visando inclusive o mercado internacional.

Então a magnitude dos negócios proporcionou uma vida de riqueza, com um respeitável movimento comercial, mas poucos anos depois a tendência de não pagar tributos e fornecedores voltou, desta vez com valores milionários.

Empresas laranjas foram criadas para contratar funcionários, trapacear fornecedores e o fisco. 

Matérias-primas não teriam sido pagas durante um ano de produção normal, assim como os impostos.

Quando os fornecedores perceberam que algo não estava certo, já era tarde.

Com a falência, foi verificada a sucessão fraudulenta de empresas, sendo que apenas os débitos trabalhistas foram pagos, ficando no prejuízo todos os demais credores.

Atualmente Fulano e Beltrano não demonstram nenhuma dificuldade financeira e atuam em novos empreendimentos registrados em nomes de terceiros.


*nomes e tipo de empresas foram alterados.

← ANTERIOR PROXIMA → INICIO