Oficial de Justiça TJRS - Artigos e Cursos

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

Ajuris e o apoio ao movimento grvista do TJRS



Do site da AJURIS: "Solidariedade a servidores não se confunde com tolerância a excessos Nesta sexta-feira (29/6), o presidente da AJURIS, Pio Giovani Dresch, reafirmou a posição da entidade em apoio ao pleito salarial dos servidores do Judiciário, para que recebam ao menos a correção de 12 meses de inflação. Segundo o magistrado, o reajuste de 5% de fevereiro deste ano foi resultado da campanha salarial do ano passado, quando houve um acréscimo superior à inflação, e por isso não pode ser contabilizado nas reivindicações de 2012, sob pena de se tirar com uma mão o que se deu com outra. Declarou o magistrado que esse apoio aos funcionários não pode ser retirado por conta das ofensas que alguns de seus líderes proferem contra a Magistratura: “O apoio aos nossos servidores, essenciais ao bom andamento da justiça, não pode ser retirado só por causa das ações destrambelhadas de alguns, que tentam construir seu prestígio batendo nos juízes.” Lembrou o presidente que a greve é liderada por várias entidades, entre as quais a ASJ e a ABOJERIS, que são parceiras na União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública, aliadas da Magistratura em uma série de lutas. “Quanto ao SINDJUS, rompemos há um ano com ele, e desde então nunca mais tivemos relações institucionais. Não há diálogo com quem ofende os juízes.” A AJURIS manifestou-se publicamente sobre a greve, na quarta-feira (27/6), dizendo que apoiava reajuste no mínimo igual à inflação do período, se preocupava com a manutenção da prestação jurisdicional e lembrava que há vários anos os subsídios dos magistrados não são reajustados." 

Totalmente de acordo.
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO