Oficial de Justiça TJRS - Artigos e Cursos

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

Tecnologia Facilitando o Trabalho - Processo Virtual (eletrônico)




Atualmente, a visão de um Cartório Judicial, com suas pilhas de processos, ou pior ainda, a de um Arquivo Judicial, ocupando vastas áreas com suas folhas amareladas é um contraste muito grande com a tecnologia que já está disponível há tempo e disseminada entre a população.

Os Tribunais Superiores e a Justiça Federal já estão mais adequados e seguem rapidamente para a extinção do processo em papel. Uma citação na JF não tem a papelada da inicial, possui apenas um breve resumo da demanda e a chave para acessar os documentos digitalizados.

Em uma postagem anterior eu fiz uma previsão de como poderá ser o trabalho do Oficial de Justiça no futuro.

Mas antes disso ocorrer, certamente estaremos certificando diretamente no sistema, da mesma maneira com que os Juízes já fazem com seus despachos.

Nesse ponto vejo um fator complicador para nós, pois muitos Oficiais de Justiça, eu sou um deles, certifica e imprime em casa, pois nos Fóruns geralmente faltam computadores, além das nossas salas serem muito movimentadas, o que atrapalha, e muito, a certificação adequada.

Mas tudo bem, ao invés de imprimir no papel, faremos a "impressão" em PDF, ou até mesmo em formato de texto, gravada em um PenDrive ou enviado pelo E-mail setorial, para então fazer o upload para o sistema.

No entanto o IDEAL será termos acesso ao sistema, via internet (metaframe), mesmo que de forma restrita, para certificarmos de qualquer lugar, muitas vezes durante a própria diligência, através de smartphones, iPads ou computadores.

Os Tribunais precisam investir mais em TI e treinamento dos servidores para deixar de trabalhar com ferramentas do século passado e aumentar a eficiência.

Aqui no TJRS, conforme o Relatório Anual: "equipe designada pela Presidência está efetuando estudos sobre diagnósticos e custos para o desenvolvimento de software com vistas à virtualização de todos os processos."

No Tribunal de Justiça do Espírito Santo o sistema já aceita petições e comunicações on-line.

Em Rondônia, os Oficiais de Justiça recebem mandados por e-mail.

No Rio de Janeiro, a central imprime e o Oficial digitaliza o mandado assinado.

Em Sergipe os colegas já fazem acesso remoto ao sistema, recebendo e devolvendo mandados virtualmente.

O STJ fala que o processo eletrônico já conquistou Advogados e Magistrados.

O CNJ promete para março de 2011, a disponibilização do processo eletrônico para os TJs.

Que beleza! estou ansioso para ver isso.
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO